Jussara de Castilho Lopes Guerra - Neve - Esportes de neve - Turismo de neve

Bariloche

Jussara de Castilho Lopes Guerra
Bariloche

MARÇO 2009

Ski, Snowboard, ou Chocolate & Lareira? Qual tua preferencia?

Esfriou e nevou?? – Ski, chocolate, lareira e família bem juntinha… nada melhor!!

Qual o motivo desta preferência?

É uma viagem romântica, de família, de amigos e de momentos felizes. Tudo aqui se complementa, são memórias de viagem que se querem repetir indefinidamente…

Pela diversão e pelo espírito de união que existe quando praticamos um esporte juntos: o ski e o snowboard são esportes de cooperação!!!

Na tua opinião, qual o melhor centro de ski da América do Sul? Por que?

Dos que conheço – Bariloche, por ter uma estrutura de esqui que pouco deixa a dever para as melhores estações do mundo: boa gastronomia, bons hotéis, preços atrativos, além da proximidade do nosso país e da facilidade do idioma para o aprendizado dos esportes de inverno.

Alguma dica especial deste lugar para passar adiante?

Bariloche é uma cidade extremamente charmosa, com bons restaurantes, uma rede hoteleira que tem melhorado sensívelmente, e a proximidade com o Brasil, que nos faz querer voltar todos os anos. Os preços para a prática dos esportes de inverno são muito interessantes, e muito abaixo das outras estações no hemisfério norte.

A facilidade do idioma e a proximidade faz com que o aprendizado dos esportes de inverno já seja uma realidade para um país tropical como nosso, o que induz a um turismo que está se tornando uma opção de férias para todas as pessoas… E faça com que as famílias se aventurem por todas estações do mundo, mesmo não dominando outros idiomas.

Alguma outra estação de ski que gostarias de comentar?

Existem dezenas de estações de ski ao redor do mundo com apelos e públicos diferentes, mas das que conheço destacaria:

– Vail (Lions Head), Beaver Creek, Breckenridge e Aspen (Snowmass) no Colorado – USA;

– Park City, cannyons e Deer Valley em Utah – USA;

– Lake Tahoe (Heavenly) Nevada / Califórnia – USA;

– Whistler Blackcomb – Canadá;

– Banff e Lake Louise – Canadá.

Na tua opinião, qual o centro de ski ideal para ir com a família?

O ski ideal para se ir com a família é aonde a família quiser ir – e lá será o melhor!

Tens alguma(s) dica(s) que gostarias de passar para turistas, esquiadores e snowbordistas, sejam iniciantes ou experts?

Iniciantes: querem praticar o ski ou snowboard? Vá sem medo não é tão difícil, mas saiba que como todo esporte temos que ter aulas, e praticar até nos sentirmos seguros e pensar em descer montanhas… Para não nos machucarmos, machucarmos os outros, e estragar as férias da família e dos amigos.

As roupas e equipamentos são importantíssimos, não precisam ser os mais caros, mas precisam nos dar segurança e proteger de uma hipotermia. Além das roupas térmicas, óculos, capacetes, joelheiras e boas luvas são equipamentos essenciais.

Se não sabe se vai gostar ou não, alugue, peça emprestado, porque o investimento é alto para apenas uma temporada. Não esqueça nunca de sair para uma viagem de esqui com um seguro de saúde que cubra os sinistros com esportes de inverno (o seguro morreu de velho…).

Dependendo da desenvoltura de cada um, com umas oito horas de aula para os adultos já dá para começar a brincar nas pistas verdes, e depois é ir se aprimorando com os instrutores, todos conseguem. Crianças aprendem muito rápido por não terem resistências a quedas. É um esporte familiar, de grupo e que também pode-se ir sozinho, porque se faz amigos com muita facilidade, todos tem o mesmo objetivo e sempre se encontra pessoas com o mesmo nível de esqui que você.

É um esporte que se pratica de 1 a 100 anos, basta ter saúde, força nos joelhos e bom humor… As quedas são inevitáveis, e são as melhores lembranças transformadas em risadas pelo resto do ano…

Não tem quem não se apaixone!!! Se alguém do seu grupo não se adaptar ao esqui ou snowboard, com certeza poderá ficar nas cafeterias tomando um chocolatezinho ou um bom vinho, fotografando, filmando os primeiros tombos e depois registrando a boa performance da galera. E, à noite, as risadas e histórias reservadas para o jantar naquele restaurantezinho fantástico serão o combustível para o dia seguinte!

Alguma história para contar?

Quando fui aprender a esquiar em Vail e Beaver Creek, estávamos em um grupo de 16 pessoas, entre adultos e crianças, e eu fui a mais medrosa de todos. Mas resolvi depois de uns quatro dias de aula com um fantástico e paciente instrutor, me aventurar em descer toda a pista verde… Ainda freava fazendo pizza… Quando apareceu uma turminha de uma escolinha de ski com crianças de 03 a 04 anos… Era uma filazinha de umas doze crianças e dois instrutores… – Dá para imaginar???

Fiz um strike de todos!!! Rimos tanto e as criancinhas acharam que fazia parte da aula e pediam aos gritos para os instrutores – de novo!! – De novo!!

Acham que desisti? Aí mesmo que persisti!!!

PROFISSÃO: Advogada
CIDADE: Brasília- DF
IDADE: 48 anos