Ricardo Hoerde - Neve - Esportes de neve - Turismo de neve

Valle Nevado

Ricardo Hoerde
Valle Nevado

2009

Ski, Snowboard, ou Chocolate & Lareira? Qual tua preferencia?

No momento é o ski. Quando eu conseguir montar uma viagem de 15 dias só de neve vou investir no snowboard.

Qual o motivo desta preferencia?

Quando iniciei o snowboard ainda não tinha estourado. O Sky foi sempre um sonho de criança, sou apaixonado pelos diversos prazeres deste esporte. Concilia família, amigos, natureza, aventura, integração de culturas e muito bom humor.

Na tua opinião, qual o melhor centro de ski da América do Sul? Por que?

Por aqui eu conheço Bariloche, Las Lenhas, Vale Nevado e Portillo. Em termos de estrutura, qualidade de pistas e paisagem gosto muito de Vale Nevado.

Alguma dica especial deste lugar para passar adiante?

Fique lá e não em Santiago.

Alguma outra estação de ski que gostarias de comentar?

Vail no Colorado e Heavenly em South Lake Tahoe são excelentes.

Na tua opinião, qual o centro de ski ideal para ir com a Família?

Heavenly é espetacular para ir com a família. As pistas são largas, a neve é perfeita, os lifts tem pouca fila, se aproveita muito o tempo. O visual do lago é inesquecível. A escola de ski e snow infantil é muito organizada. A atmosfera do local é muito show, muitas famílias.

Tens alguma(s) dica(s) que gostarias de passar para turistas, esquiadores e snowbordistas, sejam iniciantes ou experts?

Aqueles saches que aquecem mãos e pés funcionam muito. É outro ski sem estar com mãos nem pés congelados.

Alguma história para contar?

Jamais vou esquecer a minha primeira queda forte., Como sempre pratiquei surf e skate, toda vida pensei que esquiar seria uma barbada. O primeiro dia foi um desastre. Era meu segundo dia, desabafei a minha frustração com o motorista da van que nos levava de Santiago para Valle Nevado. Ele se sensibilizou e de graça passou o dia me ensinando, só paguei o lift. Bom, cedo pela manhã ele me botou numa pista vermelha, pouca neve e muito gelo. Logo no início da rampa eu desabei, os esquis caíram dos pés e me fui lomba abaixo. O Victor (motorista da Van) desceu e passou por mim esquiando e mais para baixo se posicionou na minha frente. Logo após eu bati nele e depois de rolarmos algum tempinho eleconseguiu frear com os esquis. Foram mais de 100 metros de queda. Despois do susto, aquilo me deu muita segurança e de lá para cá não tenho mais medo de altura nas pistas.

PROFISSÃO: Administrador
CIDADE: Porto Alegre – RS
IDADE: 41 anos
DATA: 14/10/09